Tags

, ,

SINFÔNICA DA PARAÍBA – FEIRA DE MANGAIO

SIVUCA E ORQUESTRA

Concertina, harmônica, cordeona, acordeom, pé-de-bode, gaita, fole. Tantos nomes, e outros mais, para designar um único instrumento: a sanfona. Expressão de uma cultura, remete ao Nordeste, a Luiz Gonzaga. Ele, o Rei do Baião, permanece intocável no posto de maior propagador do instrumento no País.
Com uma trajetória de mais de 3 mil anos percorrendo oceanos e mares europeus, até chegar a solo brasileiro, a sanfona invadiu terras gaúchas, penetrou no Pantanal, deu o ar de sua graça em São Paulo e se estabeleceu na caatinga nordestina como ícone de sua cultura.
Mas, ao contrário do que ficou estigmatizado, a sanfona vai muito além do ritmo do forró. Eclético e arrojado, o som do instrumento está presente também em orquestras sinfônicas e no trabalho de nomes como o consagrado músico erudito italiano Mirco Patarini, Sivuca, Dominguinhos, Oswaldinho, Toninho Ferraguth,o multi-instrumentista Hermeto Pascoal e tantos outros…

Anúncios