Tags

, , , , ,

Ontem, dia 18, completou-se nove meses da morte de Saramago, Nobel de literatura, “o tempo que se demora a morrer” – frase do romance “O ano da Morte de Ricardo Reis. Ontem, vendo um canal português na TV a cabo, vi que era a inauguração da casa e da biblioteca do grande escritor português em Lanzarote, nas ilhas Canárias, onde vivia desde os anos de 1990. E foi lá que José Saramago escreveu os romances das duas últimas décadas e viveu até meados de junho de 2010.

 

Anúncios